topbella

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Bullying ... até quando?




Estou em luto. Luto pelo sonho interrompido, pela vida interrompida no lugar que deveria dar chances dessa vida resplandecer: a escola.

Passei pelo período de graduação inteiro falando de bullying, conceituando e tentando convencer aos demais o quanto perigoso essa prática comum ( não natural, não apenas uma fase) pode ser. Apresentei a monografia, fui parar em um fórum de educação para discutir a questão.... e hoje, enlutada mais do que nunca, vejo que na cidade vizinha, bem ao meu lado, o bullying leva a vida de um adolescente.

Aqui no Brasil o bullying ainda é pouco discutido, pouco compreendido e pouco levado a sério. estudos apontam que, estamos em média, com 14 anos de atraso em relações a práticas anti-bullying. Mas, o que é bullying?

Nos meus estudos, conceituei essa prática horrenda como a mais cruel forma de tortura velada que uma pessoa pode sofrer, pelo simples fato de não ser perfeito. Lógico que, à fundo, o bullying é muito mais. É preconceito, exclusão, violência, invasão. Começa sob forma de "apelidinhos carinhosos" e brincadeira de criança. De repente, vira furto, ameaças, fofocas,escárnio, chutes, tapas e socos. Vira suícidio, e mesmo que alguns não concordem, vira assassinato... seja do corpo, seja da alma.

Estudei alguns casos para monografia, e vi o sofrimento de uma aluna acima do peso, vi nos seus olhos o quanto ser ela mesma lhe custava. O mesmo que acontecia com um menino com problemas de dicção, outro com dificuldades de aprendizagem, e por aí vai... A escola. lugar que deveria favorecer a aprendizagem e a cidadania, acaba por ser um local de exclusão e sofrimento, um local onde ser diferente e fugir dos padrões pré-estabelecidos por um grupo é crime e merece punição.

Ainda não acredito que, com tanta violência, as escolas ainda não enxerguem o bullying como violência e ainda não faça nada para impedir suas manifestações. É incrível ouvir de alguns profissionais, que isso é só uma fase e que não existe motivo para preocupações.

Muitas crianças pagam um preço alto: perdem a auto-estima, a vontade de aprender, a alegria de ter amigos. O Samuel pagou ainda mais caro. Por um corte de cabelo, perdeu a vida. Seus companheiros de classe o ameaçaram, e os que não ameaçaram tiveram medo de falar algo e se tornar a próxima vítima.

Durante a preparação da monografia, tive meus momentos de indagações... se tudo isso não era exagero meu, se tudo isso tinha mesmo tamanha dimensão. Hoje, sinto muito por ter mais alguém a quem dedicar a monografia. Sinto muito em te dar adeus Samuel.

16 comentários:

.a nega do neguinho. disse...

Então sa monografia foi bem interssante ao meu ver...
graças a Deus nunca presenciei nehum tipo de bullying.
até pq tenho medo de como seria minha reação ao ver uma pessoa sendo atingida dessa forma!


;)

O Árabe disse...

Realmente terrível, Celly! Incrível como fazemos mal a nós mesmos... :(

Ivan disse...

Há um caso de um home do interior que esfaqueou um outro por causa do bullyng e foi inocentado. No site do Tribunal de Justiça tem o caso.

♥тєcα♥ disse...

Ai flor isso é o cúmulo do absurdo, quem sabe um dia essa realidade mude né?

Beijão flor!

Nataliinha disse...

Absurdo isso !
FALO NADA !

BJs =*

São disse...

Minha querida, meu coração está de luto com você!!
Para quando a obrigatoriedade da educação emocional nos curricula portugueses e brasileiros?!
Um abraço apertado.

Marina Melow disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marina Melow disse...

Bullying..isso sempre incomodou.
Nunca presenciei e nunca passei por isso...sempre fui muito reservada.

Mas eu poderia ter evitado certos conflitos...

Isso me lembra um filme, se chama "A corrente do bem", a minha professora de práticas pedagógicas passou para turma e estou te recomendando. Um ótimo filme.

Beijoos!

Mary West disse...

Menina tou meio que chocada ó. Tipow, achava que isso era coisa de americano doido, pelo menos em meu colégio não tinha vítimas, claro que tinha sacanagem uns com os outros, mas sempre achei que fosse coisa de criança mesmo querendo se impor. Isso é um absurdo cara, por essas e outras que eu apoio akele casal que colocou os filhos p/ estudarem em casa.

Ivan disse...

Não encontrei novidade, mas registro assim mesmo minha presença.

Camila Colossi disse...

legaal hein :)
bom fds


beejoo

neyva disse...

Estou pesquisando assunto a respeito de bullying para minha monografia de direito e gostei do que vc escreveu, gostaria de sua ajuda, se possível com bibliografia. Pois para que possamos prevenir esse tipo de "crime e infração" precisamos que todos tomem conhecimento, e é através de trabalho como o nosso que vamos conseguir.

juceli disse...

estou fazendo algumas pesquisas sobre bullying para o meu TCC de pedagogia, axei interessante o seu texto e penso q sua monografia dever ter sido mto boa... gostaria d poder trocar idéias, pois tô precisando de material e mtas informações sobre o assunto.
um abraço!

erlirozi disse...

Olá Marcele! estava lendo seu texto sobre bullying, e pude perceber que vc é uma pessoa bem esclarecida sobre o assunto. Tenho que fazer meu TCC sobre Violência Escolar e escolhi o Bullying.E gostaria se fosse possível vc me indicar alguns livros que tratam do assunto. Se for possível desde já agradeço. Meu e-mail é: erlirozi@yahoo.com.br...Meu orkut é Deisi Erli. Obrigada e bjs em seu coração.

Anônimo disse...

Márcia
Gostei muito de ler um pouco sobre oque é bullying,pois estou bem enteressada em fazer minha monografia sobre este assunto pois vejo bastante coisa deste tipo na escola que leciono,se por à caso vc puder me ajudar em alguma coisa te agradeço.bjsss

Anônimo disse...

pois é, adeus Samuel!
infelismente existem muitos ainda vivos sofrendo disto dentro de suas próprias casas e pela família,conheço uma moça q a mãe humilhava o tempo todo e o irmão ajudava! era motivo de piada! só pq a menina naum tinha cabelo liso,nariz fino e era uma criança linda encantadora mas se tornou em uma calicatura do cruel!

About Me

Minha foto
♥MáH♥
Alguém aprendendo a lidar com emoções, sentimentos...alguém aprendendo a viver.
Visualizar meu perfil completo