topbella

sábado, 29 de novembro de 2008

A falsa calmaria






Chovia muito naquela fria noite cinzenta.


A chuva que lavava o céu lavava também suas crenças _ e não crenças.
Tudo parecia tão insano... tão irreal...


Como o abstrato se tornava não concreto frente a seus sentimentos, mesmo sendo ainda impalpável?
Sentimentos? Como poderia nascer sentimentos em circunstancias tão improváveis?
A chuva não cessava, os minutos corriam, voavam...
Os primeiros raios de sol lutavam contra nuvens carregadas e frias, assim como uma “pontinha” de sentimento – uma mistura de carinho afeto e paixão - lutava contra o cinza do receio, da descrença e do medo.
A noite passou, acabou... a chuva diminuiu, mas o sol ainda não “firmou”.


E pelo rítimo de tudo.... a tempestade voltará!

domingo, 16 de novembro de 2008

O que me parece lindo...

Sempre fui fã do que é belo. E fico feliz em saber que beleza é relativo, e com certeza vai muito além dos modismos estéticos ditos pela sociedade lá fora.
Mais feliz ainda, fico em ouvir dos adeptos a esse tipo previsível de beleza, que eu tenho um gosto estranho....
Pode até ser, mas acho realmente lindo ( e triste) todo o mistério que envolve a morte.
Aliás, a tristeza de tão dolorida chega a ser bonita... rende frutos bonitos, acho eu.
Acho lindo uma noiva grávida. Veja bem, não estou discutindo se é bom ou ruim... estou dizendo que pra mim, é lindo. Enquanto muitos crucificam e julgam a moça, eu acho lindo uma gestação envolta de um símbolo de pureza, que é o vestido de noiva....
Mas enfim, dias destes estava admirando minha chefe enquanto ela concedia entrevista a algumas "normalistas" da cidade.
Eu simplesmente estava babando por ela. Descrevo a cena:
Já uma senhora, ela trajava um vestido de linho impecavelmente branco com um lenço de seda colorida no pescoço. Nada de jóias ( coisa que ela poderia tranquilamente ostentar), nada de vestidos de grifes famosas.
Cabelo preso, um pouco ( o mínimo na verdade) de maquiagem e pronto... estava linda!
Minha chefe aliás, tem na voz, no jeito,e na postura traços de uma mulher fina, porém forte, longe das futilidades de "seu mundo".
E lá estava ela: uma importante mulher da sociedade riobonitense despreocupada em ostentar seu poder através da valorização capitalista, mergulhada na história da cidade com um grupo de normalistas de uma escola pública.
Não é lindo?
Para mim, é!!!

About Me

Minha foto
♥MáH♥
Alguém aprendendo a lidar com emoções, sentimentos...alguém aprendendo a viver.
Visualizar meu perfil completo