topbella

domingo, 31 de agosto de 2008

Fim?


O que dizer do fim?

Ainda não me acostumei a ele, e acho que nunca irei me acostumar. O fato é que simplesmente não sei dar fim. Não sei e reluto muito em aprender.

Hoje acordei com vontade de "limpar" o visual do meu quarto, pois tem muita coisa aqui que já não faz mais parte da minha vida. Finda o dia, e aqui estou... com todas essas coisas, no mesmo lugar. Nada foi sequer movido de lugar.

Abro meu guarda-roupa e vejo nele várias peças que nunca mais usarei, mas que continuam ali, por guardarem uma história, uma lembrança, eu acho. Abro o meu msn - pasmem!- e vejo ali, vários contatos bloqueados, outros esquecidos, que eu simplesmente não trocarei palavra alguma, mas não tem a coragem de removê-los dali.

Mas porque?

Simplesmente odeio o fim. Odeio substituição, odeio guardar na lembrança e perder o tato, o toque...

Já li livros sobre, de auto-ajuda a "feng shuy" e concordo plenamente que o lugar dessas coisas não é mais onde elas estão... mas me dói tanto. Não sei bem se é pelo fato de experiências ruins acumuladas com finais de situações, se é pelo aperto no peito, se é pela sensação de adeus... Só sei que não consigo. Não ainda. Talvez por isso as pessoas finalizam tudo tão drasticamente pra mim.... É... Talvez....


___________________________________________



SelinhoooooooooooooooooooooS!!!


Estou atrasada com a distribuição de dois selinhos que eu ganehi e devo repassar... Um da Teka e outro da Elcia...


Mas vamos lá...

Nem sei se é certo fazer o que vou fazer agora, mas vou fazer assim mesmo... Era pra indicar 7 blogs para esse selinho, mas como vai ser muito difícil fazer isso, porque além de não saber finalizar, também odeio escolher um entre tantos, estarei indicando apenas 3 blogs, que eu curto muito e que acho que não cheguei a dar o selinho ainda ( acho)...

Os que receberem, faça o mesmo... indiquem pra quantos quizerem... rss


Bom, lá vai...


Ivan, do Momentos Nossos ( http://momentosnossos.zip.net/)


O Blog Poetisa tu também, que é compartilhado (http://poetisatu.blogspot.com/)


E pro Blog Memórias de um Lord, do Mau Camus (http://maucamus.blogspot.com/)


Agora o segundo selinho, que eu mando para o Luis F, do mar de sonhos (http://maucamus.blogspot.com/)



domingo, 24 de agosto de 2008

A chegada!

Não consigo explicar a sensação da chegada. Eu cheguei.

Fiz o caminho, percebi a ausência de alguns que caminharam comigo no colo por algumas vezes, mas não senti a necessidade de vê-las ali. Apenas percebi o lugar estava ali, e que outros não substituiriam, simplesmente por ser impossível substituir sentimentos e vivências, já que estes, são únicos e imortais na memória.

Mas eu cheguei. E depois de chegar, pude observar a emoção dos que estiveram a vida toda comigo, e o orgulho de outros que, inexplicavelmente, fazem parte da minha vida, mesmo quando o contato físico é mínimo.

Impossível descrever o olhar em meio a multidão, que mesmo silencioso gritava congratulações e exalava companheirismo.

Totalmente inexplicável as lágrimas de outros que guardavam tanto de mim, da minha história.

Inexplicável a sensação da chegada. A vontade da dança, do brinde do sorriso que estampava meu rosto.

Inacreditável que a chegada aconteceu. Mas aconteceu. E eu estou feliz demais para relembrar os obstáculos da caminhada e a descrença dessa chegada. Cheguei, e é isso que mais importa

________________________________________________________


Para os que me acompanham, um enorme beijo de gratidão pelos impulsos e empurrões para a continuação da jornada.

___________________________________________________________




Ganhei mais um selinho, e tenho que indicar a galerinha que vou presentear... mas depois eu faço isso... rss, hoje não dá!


terça-feira, 12 de agosto de 2008

Frutos da paixão


Depois de tanto tempo longe do meu blog querido, e do meu pc mais querido ainda, voltei... rs
E foi num desses dias distantes daqui que o teor deste texto foi nascendo e se movendo em minha mente.
Num desses dias, estava sentada na mesa da biblioteca ( já disse que trabalho em uma agora? Bom demais!) com um livro da Clarice Lispector nas mãos ( Achei um livro dela com o título que dei ao meu blog...quase tive um treco) e o olhar perdido na rua quando comecei a pensar na origem de todos meus problemas e meus sofrimentos... são todos eles frutos de minhas paixões.
Nós nos apaixonamos pela luz, e sofremos ao ficar preso na escuridão. Nos apaixonamos pela liberdade, e sofremos diante das inúmeras ditaduras que nos cerca, veladas ou não. Apaixonamos-nos pelo saber e entristecemo-nos frente a ignorância de tantos. Nutrimos paixão pelos nossos sonhos e desapontamos com a constatação da ilusão. Nos apaixonamos pela euforia dos momentos felizes, e sofremos tanto quando os momentos são de busca pela felicidade.
Nos apaixonamos por possíveis hipóteses, e perdemos o chão com a revelação da realidade... Nos apaixonamos pela agradabilidade da presença e choramos com a saudade e a ausência...
Nosso coração vibra de paixão com o sorriso da chegada e sofre em dores com o momento da partida.
O segredo de tudo, seria então não se apaixonar! Nunca! Sem paixão não teríamos mais lágrimas, nem desilusões, nem tristezas...
Sem paixão, não haveria sofrimento.
Não levou mais de um minuto para que eu percebesse que, assim como o sofrimento, é a paixão que traz a alegria, a esperança, os sonhos e muito menos os mais puros- mesmo que fragmentados- momentos de felicidade. A conclusão então é simples... A paixão é a semente que germina a vida, trazendo frutos doces e amargos. Só sentiremos o sabor desses frutos, e saberemos se eles valeram a pena se o provarmos.

E eu??? Eu continuo disposta a provar...

sábado, 9 de agosto de 2008

To na casa da vizinha pq to sem pc...
triste, mto triste...
Assim que der, eu volto...
Bjinhoos a quem passar...E até!

About Me

Minha foto
♥MáH♥
Alguém aprendendo a lidar com emoções, sentimentos...alguém aprendendo a viver.
Visualizar meu perfil completo