topbella

sábado, 5 de novembro de 2011

Partir



E mesmo que você não queria, há momentos em que se precisa partir. Deixar para trás pessoas que marcaram sia vida e momentos que te deixaram em estado de graça. As vezes a vida vem bater a porta e dizer que ela não parou só porquê você quis dar uma pausa.
Já parti algumas vezes, quase sempre engolindo o choro e fixando o olhar num ponto qualquer, tentando convencer a mim mesma que o retorno existiria. E quase sempre existiu. Quase sempre...
Exatamente aqui nesse blog, no ano de 2007 eu postei um pequeno texto falando do momento de partir (  Vide aqui!). Uma partida dolorosa, que me deixava a sensação de que nunca mais iria voltar. Lembro-me do desespero de querer se ver livre de tanta lágrima que surgia em meus olhos, desejando não estar sendo observada por ninguém. Lembro-me de repetir para mim mesma que eu voltaria em duas, três semanas. Já se foram quatro anos e eu nunca mais retornei- nem retornarei.
 A ironia disso tudo? Não retornei, mas demorei para partir, de fato. Você só parte se você se deixar partir. Sair de cena é bem mais do que tirar o corpo físico do cenário principal. É apagar as músicas, deixar que as lembranças sejam apenas lembranças, não as revivendo a cada segundo. Partir de fato, é fechar as portas e não voltar, seja por pensamento ou por ações. E eu não estou preparada para partir. Senti o mesmo desespero de que não voltaria mais. Senti a mesma agonia de ter que me despedir do chão e do ar, sabendo que eles jamais tocariam meu corpo novamente. 
Mas o coração... O coração fica, quem sabe desta vez para me provar que eu estou totalmente equivocada e um dia retornarei. Quem sabe...

About Me

Minha foto
♥MáH♥
Alguém aprendendo a lidar com emoções, sentimentos...alguém aprendendo a viver.
Visualizar meu perfil completo