topbella

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Falando Bullying - Parte I


Tenho observado, para meu deleite, um grande movimento por parte da mídia em torno de uma temática que muito me atrai: bullying. Novos livros estão sendo lançados, episódios em séries “ de peso” como Lie to me, entrevistas no programa do Jô e um engajamento do Programas Altas Horas ilustram esse interesse no tema.

Em suma, falar de bullying está na moda.

E justamente por ser uma nova tendência, alguns importantes pontos precisam ser muito bem “ alinhavados”, revistos, discutidos e analisados. Tendo eu uma pequena propriedade no assunto, resolvi falar um pouquinho também.

Antes de tudo, é preciso definir o fenômeno que estamos tratando. Bullying é o conjunto de agressões físicas, verbais e morais expressas por meio de insultos, zombarias,, intimidação e até mesmo violência física sofridos por aquele que, de alguma forma apresenta características que destoam de um padrão pré-definido da maioria. Para se caracterizar como bullying, essas agressões precisam acontecer de modo sistemático e com o intuito de humilhar e constranger a vítima.

Essa definição básica me parece bastante pertinente, já que sob o efeito do entusiasmo com a nova palavra, percebo muita gente confundindo um comentário infeliz, uma brincadeira boba ou uma gafe com bullying. A diferença está na intenção e repetição do fato. Usar desses comentários que me violentam para me agredir, me insultar e me fazer parecer inferior sempre que possível, é bullying. Cometer uma gafe, uma fala infeliz e nunca mais a repetir justamente para não violentar minha moral e psíquico não é bullying. Percebo que estamos entrando numa " paranóia de 8 ou 80" sem necessidade.

Bullying não é brincadeira, é agressão. E sinceramente não acho que a linha que separa uma coisa da outra seja tão tênue assim. Acho que esse é um ponto primordial nessa discussão toda e que merece uma certa reflexão. Entender bem do que estamos tratando pode fazer toda diferença. Ainda existe muito a ser falado, debatido. Talvez eu volte com a parte II, parte III... ou talvez não.

O importante é não fecharmos os olhos para essa prática, não nos calarmos.



9 comentários:

Ariana disse...

Realmente é um crime mto serio, e eu ja sofri com isso!
O texto ficou otimo, bem detalhado, parabéns!


bjo

Laiali Safa disse...

oi, tô seguindo *-*
Vi seu blog numa comunidade do orkut (:

www.laialisafa.blogspot.com

Segue ?

*Natália* disse...

Isso é um crime e como tal, tem que ser tratado como respeito !

beiijo.

Carla disse...

Muito interessante você abordar este tema aqui ,Bullyng é crime e,infelizmente, a mídia não esclarece este mal alarmante. É preciso conscientização em massa.Parabéns pelo texto !

Bjo

Amanda disse...

Isso sempre teve né amiga, so que não era tão "observado" nas escolas assim... ainda bem que mudou né? Porque esse tipo de comportamento não é legal! Beijao!

O Árabe disse...

Como, aliás, diante de qualquer ataque à nossa própria humanidade! Você tem razão: é importante mostrar que o abominamos. Boa semana, amiga!

Lais Sales disse...

Pois é, bullying é algo que desde meu 1º ano, ao saber o que era realmente a prática, eu não me calava diante da opressão causada em outras pessoas.

Isso devia ser crime!

Bjo

http://chanelfke.blogspot.com/
@lahsalescfk

Daniel Silva disse...

bullying agora é a moda da vez.. como se as crianças só sofressem disso agora. o bom é que as pessoas se tocaram que isso existe e fizeram alguma coisa.

abraço

Anônimo disse...

Oiii... estou fazendo uma monografia sobre o tema, quero abordar a represão penal... sou estudante de direito.. gostaria que me adicionasse no msn.. para troca de materiais... referencias... quem sabe até usar sua monografia como referencia..
suzinha_2010@hotmail.com
Obrigada!!

About Me

Minha foto
♥MáH♥
Alguém aprendendo a lidar com emoções, sentimentos...alguém aprendendo a viver.
Visualizar meu perfil completo