topbella

quarta-feira, 30 de março de 2011

Rasgando o Diploma

 

Tenho me perguntado muito para que eu tenho um diploma. Para que? E o fato de não ser a unica com o problema não me consola nem um pouco, pelo contrário, me frustra de uma forma indescritível. 

Não sei o número de vezes que falei que deveria rasgar o diploma, não sei quantas vezes falei que deveria abandonar a pedagogia e com o passar dos dias, cada vez vejo esse abandono mais próximo. O governo faz propagandas na TV incentivando os jovens a serem professores, mas não se preocupa em valorizar os que  seguiram a carreira. Um trabalho árduo, cansativo e múltiplo, pois querendo ou não mesmo que seja por alguns minutos você se tornará mãe, babá, psicóloga, exemplo.

Mas não é isso que me frustra.
O que me incomoda é saber que fui uma das melhores alunas da minha turma, ter feito a melhor monografia da escola de educação da instituição, ter apresentado a monografia num simpósio com os trabalhos mais relevantes de cada área e mesmo assim  estar desempregada.
O que me incomoda é ver que aqueles alunos que estudaram comigo e que não tinham um desenvolvimento muito bom estão empregados, não por mérito mas por indicação. Aqueles mesmos alunos que prestaram concurso comigo e nem chegaram aos 50% de aproveitamento estão empregados porque possuem parentes ou contatos influentes, politicamente falando. 
Tenho acessos de fúria cada vez que lembro de como a minha cidade ainda reina o Coronelismo, não só no poder público mas nos privados. Por que sim, eu já tentei a área privada e não apenas como pedagoga mas como recepcionista, vendedora e afins. A vaga? Fica com quem o Senhor Fulano de Tal indicar.

E sim, já trabalhei por indicação mas me recusei a freqüentar reuniões do partido, a pedir voto pra fulaninho e acabei perdendo a vaga. Parece que a qualidade do seu trabalho é bem menos importante do que a quantidade de fotos que você pode conseguir. 
Daí a vontade de rasgar o diploma, porque até agora eu não consegui nada de bom com ele. E tenho acreditado no tal do destino... Essa não deve ser a minha praia e ser boa não é sinal de nada. Porque eu sei sou boa, posso não ser a melhor com minha pouca experiência, mas sei que sou boa e talvez isso não baste.

E o governo te convida para ser um professor. Seja...

Encare um conscurso com 4.911 concorrentes para apenas 90 vagas numa cidade que nem é a sua.
Fuja para cidade grande se assim como eu, você pertencer a uma cidade do interior onde o seu sobrenome e o seu voto grita mais alto do que sua competência.
Gaste suas horas vagas pesquisando e preparando suas aulas e no final do mês espante-se com o seu salário.
Seja um pedagogo... talvez você tenha mais sorte do que eu.

10 comentários:

Nana Piacente disse...

Um cara no fantástico falou assim: "Ontem eu era estudante, hoje sou desempregado". É bom por aí mesmo. A gente estuda, se mata pra conseguir boas notas e bons resultados, mas nada disso importa porque na hora de arrumar emprego você precisar ter indicação ou muita experiência. Como ter experiência se nenhuma empresa te dá oportunidade? Complicado demais. Estou estudando Publicidade e Propaganda e passo pelo mesmo problema. Afinal, eu também me pergunto, pra que serve um diploma?? =/

Jim Carbonera disse...

Só uma exemplo, europa e USA, o artista, seja pintor, escritor ou musico, vive apenas da sua arte. Claro q a maioria nao enrriquecem, e nem viram garotas da midia, mas conseguem ganhar o suficiente para ter uma vida digna e sobreviver do seu dom. Aqui no Brasil 90% dos artistas nao conseguem.
Conheço muito diplomado que vai trabalhar uma vida pra pagar seu curso, etc. Eu mesmo, sou formado em turismo e o salario é pifeo. Sei la qntos anos teria q trampar pra pagar meu curso inteiro.
Mas ao mesmo tempo nao adianta ficarmos chorando as pitangas, somos seres racionais e independentes, se nao corrermos atras e lutar pelo que desejamos, quem o fará?!

Mas sei q é indgnante mesmo.

Beijao

http://www.estilodistinto.com/

Luiza disse...

Faço meu o seu 'desabafo'.
Ninguém merece ser esolhido (apenas)por indicação sem ter um mínimo de competência.
Vejo cada topeira trabalhando e pior, ganhando bem, porque o papai deste tem cacife e influência política.
No Brasil, reina a corrupção em todas as áreas e a desvalorização da mão de obra qualificada, devalorização das pessoas que queimaram os neurônios em anos de estudo e dedicação em detrimento do "QI's".
Triste...triste. Mas um dia o sol brilhará pra nós tbm e será por mérito nosso. Acredito nisto!!!

@Francisquices disse...

Isso é chato. Eu não tenho diploma ainda, mas logo tenho que correr atrás.


Mas ler isso, e vê que dão pouca importância, o que vale é QI Qualidade de Indicação e isso deixa a pessoas frustrada.

Iasmin Cruz disse...

oi
segue tb ?
http://iasmincruz.blogspot.com/

MODA E EXCELÊNCIA POR LÊ MOTA disse...

Acho que todos nós, após formados temos estes questionamentos...

Mas pensa que tudo vale a pena...As chances sempre aparecem; elas podem demorar, mas aparece...

Já estou seguindo vc; me segui tb.
Lê Mota, uma jornalista formada.
http://modaeexcelencia.blogspot.com/o

❀тєcα❀ disse...

Ai amiga fiquei triste agora, essa semana ainda andei falando com a minha mãe que pensava em fazer pedagogia, agora, depois do seu texto vou repensar no assunto.

Aliás lembrei de uma coisa, eu namorei um cara que tinha uma irmã professora que nem o magistério fez simplesmentes se tornou professora pq a mãe deles trabalhava a anos no forúm da cidade e conseguiu encaixar a filha lá, ela simplesmnete lê o que está nos livros e explica da forma dela, nem faculdade ela fez, sacanagem né?Acho isso um absurdo.

Gostei do texto de desabafo!Beijão!!!

Ana Claudia disse...

É revoltante...

O Árabe disse...

Retrato fiel de uma triste situação, amiga, que predomina em todo o Brasil. Mas, acredite, não é chavão: insista. A sua competência será, sim, reconhecida! :) BOm resto de semana.

Renata disse...

Sei que o post é de 2011 (ano em que me formei) mas é muito atual.
Consegui meu diploma suado e não me serviu de NADA.
Aqui onde moro, a contratação é basicamente por QI (quem indica).
Além de que na minha área, a maioria das empresas não contrata mulheres (machismo absurdo!).
Concurso público aqui raramente tem, e NUNCA tem pra minha formação, então, teria que fazer pra algum cargo qualquer de nível médio.
Meu diploma foi tempo e dinheiro jogados no lixo e só, porque o conhecimento que eu ganhei com a faculdade, poderia ter ganhado na internet mesmo.

About Me

Minha foto
♥MáH♥
Alguém aprendendo a lidar com emoções, sentimentos...alguém aprendendo a viver.
Visualizar meu perfil completo